Acessibilidade na web: uma prática que faz toda diferença!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

A acessibilidade não é um mero detalhe. Ambientes acessíveis são necessários e propor isso é um dever dos negócios, seja no meio físico ou virtual. Proporcionar as mesmas experiências agradáveis para diferentes usuários, com diferentes necessidades, é um exemplo tão claro de acessibilidade quanto uma rampa que permite o acesso à cadeirantes, ou uma peça de teatro traduzida em libras, por exemplo.

Por definição, a palavra acessibilidade caracteriza-se por facilidade de acesso, facilidade de aproximação. Além de ser um dever por simples empatia, ambientes acessíveis na web são garantidos pela LBI – lei 13.146/15 que foi sancionada no mês de Julho de 2015 após longos 12 anos de trâmites e passou a vigorar em Janeiro de 2016.

Ilustração contendo diversos símbolos que fazem referência à algum tipo de deficiência

Mas o que é de fato acessibilidade na web?

“Acessibilidade na web significa que pessoas com deficiência podem usar a web. Mais especificamente, a acessibilidade na web significa que pessoas com deficiência podem perceber, entender, navegar, interagir e contribuir para a web. E mais. Ela também beneficia outras pessoas, incluindo pessoas idosas com capacidades em mudança devido ao envelhecimento.”

(Cartilha Acessibilidade na Web – W3C Brasil)

Mas quais os pontos que tornam essa acessibilidade é tão importante? 

Dados demográficos: 

O último censo realizado pelo IBGE foi no ano de 2010, onde contatou-se que mais de 45 milhões (24% da população) de Brasileiros possuem algum tipo de deficiência. No ano de 2018, com aplicação da linha de corte do WG esse número cai para 6,7%. 

Apesar de serem dados positivos, a acessibilidade não deixa de ser uma necessidade, afinal de contas, uma porcentagem da população é acometida por algum tipo de deficiência, e nós em hipótese alguma podemos segregar, visto que o acesso à informação é um direito de todos.

Ilustração contendo mulher com celular ao ouvido com expressão feliz apontando para grande tablet contendo 3 carinhas, uma de indiferença, uma de felicidade e a outra de raiva.

Experiência agradável a todos! 

Portanto, como já foi falado, a acessibilidade na web caracteriza-se justamente em propor a facilidade de acesso a todos usuários. É extremamente necessário que todos possamos ter uma experiência agradável e consigamos navegar sem qualquer dificuldade, independente de ter alguma deficiência ou não, e um exemplo disso é a responsividade, que contribui consideravelmente para um site ser acessível ou não.  

Ilustração contendo mulher apoiada sob barra de pesquisa (ou seja, sob motores de busca)

Melhores resultados nos motores de busca! 

Além dos pontos colocados acima tratando da experiência do usuário dentro do seu website, ter um site acessível também é super importante se você quiser alcançar bons resultados nos motores de busca. O Google leva esse fator em consideração e ter um site que “não pensa no próximo” pode prejudicar o seu SEO.

Entretanto, não são todos os websites que pensam nessa questão de experiência do usuário e tampouco na experiência do usuário portador de alguma deficiência, apesar de ser definido por lei que os sites precisam ser de fácil acesso. E apesar de sabermos que não é uma tarefa tão fácil, pois é preciso sempre pensar e se colocar no lugar do outro, há práticas simples que fazem toda a diferença, como alguns dos exemplos abaixo: 

Ilustração contendo mulher sentada em sofá com notebook sobre o colo para sintetizar subtítulo sobre texto alt

Texto alternativo nas imagens: 

O texto alternativo/texto alt/atributo alt tem um papel extremamente importante na empreitada de tornar o seu site mais acessível. Apesar do seu surgimento ser decorrente de problemas de renderização de imagens lá em 1995, o uso do texto alt não caiu em desuso, ao contrário disto. Sua importância passou ser ainda mais percebida com o surgimento dos leitores de tela, lá no anos 2000, que torna qualquer ambiente da web acessível a deficientes visuais. 

E é importante que na hora de definir o atributo alt das imagens do seu website você pense em todo o contexto que aquela pessoa precisa entender e passe da forma mais detalhada o possível para que a compreensão seja facilitada. 

Ilustração contendo mulher com fone de ouvido à frente do computador remetendo uma central de atendimento

Diversifique as formas que a pessoa pode entrar em contato com você: 

Se você permitir, por exemplo, que a pessoa entre em contato somente por telefone, você estará restringindo contato vindo de qualquer pessoa portadora de deficiência auditiva. Para área de contato é interessante deixar o máximo de opções possíveis (é claro que dentro do que você propõe). 

Imagem contendo duas laranjas em cores e contrastes diferentes

O contraste do seu site faz toda a diferença: 

É importante que você tenha confiança no profissional que irá projetar o layout do seu website, afinal de contas é preciso que ele tenha em mente diversos fatores que irão tornar o seu site mais acessível, como por exemplo a necessidade de um contraste mínimo entre as cores de fundo e as cores dos textos. Isso permite que todos os usuários consigam compreender as informações.

Imagem contendo paleta de 3 cores distintas

Não se torne refém das cores: 

Você não pode se tornar refém das cores, visto que existem usuários daltônicos e se você não pensar nisso, estará se prejudicando e dificultando o acesso de diversas pessoas. 

Utilize outros elementos para diferenciação, como por exemplo sublinhar, colocar em negrito, etc. 

Existe uma ferramenta da toptal, chamada colorblind que permite que você veja o seu site como um daltônico vê.

Print da área para daltônicos da toptal do colorbling

Como mostrado na imagem acima, basta colocar o link do seu site que ele irá mostrar lado a lado as diferenças e aí você consegue ter uma noção das coisas que precisa melhorar. 

Organize o conteúdo de forma adequada: 

Como você já deve saber, respeitar a hierarquia é super importante para um bom SEO, e adivinha só? Também é super importante para tornar seu site acessível, simplificar a leitura faz toda a diferença para pessoas portadoras de alguma deficiência intelectual ou dislexia.

Pense na acessibilidade desde o início! 

As práticas citadas acima são apenas algumas das que fazem toda a diferença na hora de tornar seu website acessível. Sabemos que não é de uma hora para outra que um site se torna referência em acessibilidade, porém é necessário que desde o início você tenha em mente que esta é uma necessidade e um direito garantido por lei à pessoas portadoras de deficiências. Investir em um website acessível faz toda a diferença, para você e para os outros!

Criamos um site rápido, bonito e fácil de mexer, para seu negócio ter presença digital!

Você precisa aparecer quando te pesquisarem, e ser superior quando te encontrarem. Fique um passo à frente dos seus concorrentes gastando pouco.

Veja algumas publicações parecidas

Gostou do conteúdo?

Se inscreva gratuitamente e receba dicas semanais!

newsletter ilustração

*enviaremos um e-mail semanal, nunca te enviaremos spam, pode ficar tranquilo!